0
Saudações da Luz,

O dia 20 de Maio deste ano (2018) tem uma importância única na minha vida missionária, demarca o final de mais um ciclo e o começo de outro. 

Foi em 20/05/2012 que a GM (a Grande Missão) foi oficialmente fundada no plano físico com a finalidade de promover o despertar das consciências sobre o plano espiritual, buscando neste propósito difundir a nova consciência, com o foco para a conexão do indivíduo com o seu Eu Superior.

Mas foi em Maio de 1993 lá no Japão que de fato comecei a Grande Missão quando passei a ter contatos diretos e contínuos com os meus mentores espirituais, com os mestres e membros do Comando Ashtar. 

Um ano marcante em que recebi a Imagem da Luz Divina que se tornou o Portal de Luz  da Grande Missão e até hoje faz esta ancoragem no NA (Ninho das Águias), a sede oficial da GM.

A maioria destas conexões foi através de projeção astral e logo após através de projeção da consciência. A primeira forma de projeção se faz através de uma interação com o plano astral e o mundo umbralino; na segunda forma é possível interagir com outras dimensões superiores que podem te levar até a “Fonte Que Tudo É”, o centro da Criação.

Já em meados do ano de 2004 recebi uma nova mensagem sobre um dos trabalhos que deveria realizar dentro da Grande Missão, em que algumas etapas deveriam ser cumpridas e envolviam outros processos, cuja base de estudos se refere aos seis corpos e seus planos de manifestação.

Iniciei o ano de 2005 com a publicação de artigos para promover o despertar das consciências e durante sete anos procurei aplica-los de forma didática, compartilhando temas sobre a espiritualidade, relacionamentos e autoconhecimento. 

Este foi um dos primeiros ciclos da minha missão pessoal. Após sete anos de atividades publicando artigos e atuando nas Operações de Resgate e Cura, a Grande Missão (GM) passou a ser realizada através da orientação e instrução da minha mentora espiritual, a Mestra Nada.

E foi esse assunto que publiquei no artigo "" onde mencionei as sete etapas programadas dentro da Grande Missão na qual temos desenvolvido nossas aptidões e capacidade de transitar junto à Sociedade Cósmica e Universal, resgatando a nossa essência divina de forma consciente, para consagrar o nosso retorno ao Lar Sagrado.

E como será essa manifestação após a consagração da “volta do filho pródigo”?

Qual o significado por trás desta nova realidade?

Existe a Sociedade Cósmica e Universal?

Estas questões foram as bases de nossos estudos dentro da GM, onde abordamos os temas: Quem Somos? De Onde Viemos? E Para Onde Iremos?

Os dois primeiros questionamentos envolveram estudos, práticas e vivências durante seis anos e agora, a meta é estarmos aptos para transitar junto a esta Sociedade Cósmica e Universal que é o foco da última questão. Para isto, é preciso a conscientização para se quebrar velhos paradigmas que impedem as pessoas de compreender o processo ascensional.

Para retornarmos ao convívio de nossos mestres e mentores é necessário abrir mentes e corações. A realidade da Nova Era é a existência de uma humanidade integrada com a Hierarquia Espiritual, caminhando lado a lado dos mestres que são os nossos mentores e instrutores, assim como foi no passado de nossa existência neste planeta.

Esta é a maior conquista humana, resgatar a soberania divina neste orbe terrestre e assim participar da própria Criação, integrando a nossa individualidade no Todo.

Desta forma poderemos construir um mundo de paz, prosperidade e abundância. E este é o propósito da GM que fundou a GFH (Grande Fraternidade Humana) através da UTL, a União dos Trabalhadores da Luz.

Foi através da GFH que a precipitação da Hierarquia Espiritual na Terra se tornou possível e sua missão é a de promover a expansão da consciência humana para a criação da próxima civilização que será erigida sobre a superfície deste planeta. Os alicerces já estão sendo implantados com a descida ao plano físico dos Avatares da Nova Era.

Nos últimos anos a GM desenvolveu uma série de atividades com estudos e práticas nas áreas do conhecimento espiritual que envolveu além da projeção do corpo astral e da projeção da consciência, estudos sobre a mediunidade com trabalhos surpreendentes, onde muitas pessoas descobriram seu potencial interior e seus dons divinos.

Em seguida a essas descobertas e revelações, foi possível o desenvolvimento consciente de pessoas que possuíam a capacidade de canalizar, que se tornaram canais efetivos de comunicação entre nós e a Hierarquia Espiritual.

Posteriormente foram aprimorados os conhecimentos sobre apometria que ampliou os trabalhos de amparo, resgate e cura de muitas entidades humanas que estavam desencarnadas e perambulando pelo Umbral. E foi nesta fase que os contatos com os mestres, os mentores e os guias espirituais se intensificaram.

Para os trabalhos de cura, a GM proporcionou estudos e pesquisas sobre a personalidade humana e sua individualização como entidade espiritual. Junto com os treinamentos sobre projeção, desenvolvemos estudos avançados no campo da telepatia, reencarnação, registro akáshicos, regressão (terapia de vidas passadas), conhecimento sobre o significado do dharma (agenda encarnacional), do karma (causa e efeito – lei da ação e reação) com revelações sobre a espiritualidade e a existência das religiões.

Os trabalhos de campo com as operações de resgate foram desenvolvidos sob a condução do Comando Ashtar com o amparo das Filhas de Maria e dos Falangeiros de Miguel nos mergulhos no Umbral. Nestas atividades foram frequentes a ida aos hospitais espirituais com a participação direta nos procedimentos de cura, onde aprendemos a conhecer os mistérios da magia divina ao lado de seres iluminados

O trânsito em níveis interdimensionais foram constantes permitindo o avanço do conhecimento prático sobre os mundos existenciais deste Universo manifestado, tudo realizado com o amparo dos mestres e guias espirituais.

A conexão com o Eu Superior tem sido a maior atividade desenvolvida dentro dos estudos da GM que envolve todos os aspectos da personalidade humana encarnada, para proporcionar a segurança e a plena conscientização sobre nossas origens. Sem essa conexão é impossível compreender a existência não somente desta consciência superior que é o seu próprio mestre interior e seu mentor, como o avanço no processo ascensional que nada mais é do que o retorno à própria origem.

A complexidade que se relaciona à existência de uma Mônada e sua egrégora foi outro conhecimento apresentado durante os estudos nos grupos internos da GM que possibilitou a muitas pessoas entenderem o último dos questionamentos: ‘Para onde iremos?’.

O despertar das consciências, o serviço à Luz e o processo de ascensão foram caminhos percorridos nestes últimos seis anos de atividades da GM, que agora entra numa nova fase de descobertas, junto à Hieraquia Espiritual, onde nossos mestres e mentores têm compartilhado seus conhecimentos diretamente conosco.

Assim em cima como embaixo, se integra a sociedade humana encarnada com a Sociedade Cósmica e Universal. Somos parte do Todo.

Procure refletir sobre a existência desta sociedade humana em nosso planeta com seus governos e nações, povos e culturas e assim, conscientize-se de que há também outra sociedade além do nosso orbe terrestre, o que pode parecer que está bem além da compreensão humana, mas que é tão real quanto como sentir a brisa tocar a face ou como olhar para o sol e sentir o calor que nos aquece.

A única verdade que mostra o caminho desta realidade é o Amor.

Sem esse Amor não há como se conectar com o divino.

E você é um ser divino.

Gostaria de saber mais?
Nos encontramos na próxima Live que será realizada nesta terça-feira dia 29/05/2018 às 20h BR (GMT -3), onde vamos conversar sobre os 25 anos de trabalhos na Grande Missão.

Para participar, acesse: 

Em Luz e Amor,
Shima.
Namastê.

(*) As atividades atuais da GM se desenvolvem em reuniões diárias com os mestres, mentores e guias espirituais que também se manifestam em encontros com os membros dos grupos internos, onde são passadas instruções, orientações e recomendações e onde também são respondidas as questões apresentadas por todos. Noutra frente às atividades são realizadas através das ações da GFH e do Instituto Portia.

Postar um comentário

 
Top