PROJETO COMUNISTA – O PLANO SINISTRO – 04/11/2019 - Caminhando com o Mestre

CURSO

LightBlog

NEWS

Home Top Ad

LightBlog

Post Top Ad

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

PROJETO COMUNISTA – O PLANO SINISTRO – 04/11/2019



Saudações da Luz,

Os fatos que vem ocorrendo nos países da América do Sul como o da Venezuela, as crises no Equador, Peru, Bolívia, Argentina e agora no Chile revelam um movimento estratégico revolucionário com o objetivo de tomada de poder através de manifestações populares promovidas pela esquerda continental e orquestrado pelo socialismo internacional com sede na Europa.

Apenas dois países estão mais alinhados com o Brasil, o Paraguai e o Chile. A maioria das nações sul americanas já implantaram o comunismo. O fracasso deste plano na eleição Presidencial de 2018 no Brasil provocou um atraso na execução do plano sinistro criado pelo Foro de São Paulo em 1990. Esta derrota não significa que o perigo comunista deixou de existir no Brasil e sim, que ela se intensificou ainda mais e em uma dimensão continental.

Seguir os passos das séries de crises ocorridas no Brasil desde a posse do Presidente Jair Bolsonaro, sinaliza o movimento de criar o caos no país. O Estado do Ceará protagonizou as primeiras investidas logo no início do ano. Depois o Congresso Nacional foi o trampolim para inviabilizar o atual Governo, seguido pela Alta Corte do país. Os fatos revelam os bastidores desta trama maquiavélica.

O incêndio na Amazônia seguido pelo derramamento de petróleo na costa nordeste do Brasil visam desestabilizar o atual Governo brasileiro. Enquanto isso ocorre a sequência de crises nos diversos países da América do Sul, que se analisadas dentro do contexto geopolítico, vemos o objetivo final desta onda de manifestações criadas com a intenção de tomada de poder.

A palavra de ordem do momento é: “Impeachment” e para isso, cria-se o caos. As causas são bem remotas vinculadas à governos anteriores com tendências socialistas com a cumplicidade de políticos aliciados dentro dos Parlamentos. Basta ver a insistência neste ponto contra os Presidentes Jair Bolsonaro do Brasil, de Trump dos EUA e do Primeiro Ministro Netanyahu de Israel, citando apenas estes casos, cuja semelhança nesta onda de difamações tem a mesma fonte e origem.

O “assassinato de reputação” vem sendo usado pelas mídias da esquerda mundial contra as personalidades públicas que lutam para manter a tradição e a cultura cristã deste lado do Ocidente. É bem nítida e aberta esta guerra de informação e contra informação promovida pela imprensa socialista, que usa do poder de fogo da mídia contra todos os interesses de soberania nacional e das tentativas de resgate da vontade do povo de uma Nação.

Nenhum movimento, manifestação popular ou revolta armada acontece sem que haja um mentor e financiador por trás de todos estes eventos. E também nenhuma tomada de poder ou golpe de estado acontece sem que tenha ocorrido uma série de eventos que criaram o caos pregresso, jogando o povo contra o seu governo. Foi assim na Revolução Francesa, na Revolução Bolchevique e nas duas Guerras Mundiais e tem sido esta metodologia aplicada, a de criar o ódio e a violência no Oriente Médio. Não tem como fechar os olhos para o grande Mal da Humanidade que é o Movimento Comunista.

É só seguir os rastros dos problemas que se encontra a mesma origem. Todo movimento revolucionário tem por trás um mega investidor que financia as manifestações populares contra um determinado governo. A esquerda mundial é financiada pelo conhecido senhor George Soros e sua participação é bem conhecida mundialmente nas situações de desordem na Europa, Estados Unidos e América Latina, onde se tenta implantar o socialismo. As grandes mídias de ideologia comunista são financiadas por ele, assim como a maioria dos partidos de esquerda.

A questão relacionada ao Comunismo já foi publicada neste Blog Caminhando com o Mestre em vários artigos da série “Conspiração Alien” nos quais relato o envolvimento de raças alienígenas negativas e não confederadas neste movimento comunista em todo o planeta há mais de dois séculos. Mas o rastro de sangue oriundo desta ideologia vem de centenas de milhares de anos que ocasionou a devastação da civilização no antigo continente da Atlântida e culminou com o seu afundamento no Oceano Atlântico.

A implantação do Comunismo no mundo não está diretamente relacionada com a Nova Ordem Mundial que foi um programa criado pelo Governo Oculto da Humanidade e que deixou de existir após a retirada do alto escalão deste Governo do nosso planeta no mês passado. O Comunismo é um plano criado pelo Governo Sinistro que também já foi banido da Terra, mas que é mantido pelos seus seguidores que permanecem encarnados no orbe terrestre. O Comunismo é um sistema social criado pela Raça Draconiana para a dominação do povo nativo de um orbe planetário, considerado como colônia em seu Império Intergaláctico.

Por isso é fundamental o entendimento sobre estas duas forças anticrísticas que tem atuado na Terra, na qual o Governo Oculto tentou implantar um governo planetário negativo e o Governo Sinistro teve o objetivo de estabelecer o Império Draconiano no orbe terrestre. Na verdade as duas forças precisariam dominar toda a Humanidade.

Os Anunnakis criaram o Governo Oculto através do qual agiam diretamente no destino do nosso planeta. Os membros deste Governo Oculto eram originários do antigo Governo de Caligástia integrando seus Ministérios.e aliando-se à Rebelião Luciferiana. Aqui fica uma ressalva sobre o grupo de Ministros que se mantiveram leal ao Pai Micah e o Lord Maitreya liderou este grupo que se retirou do Governo Planetário rebelde.

Os Draconianos por terem um Império militar impunham a influência através da força bélica. Por isso a marca deixada por esta força anticrística foi a dominação através de meios militares de vários reinos em nosso planeta e das terras além dos mares tornando-se uma potência naval em séculos passados. A destruição dos reinos chineses foi orquestrada por este Império draconiano e para vencer os exércitos chineses da época, infestaram a nação com drogas causando a desagregação das famílias e da sociedade chinesa.

A doutrina comunista é uma estratégia de guerra e tomada de poder muito bem aplicada em vários orbes deste quadrante da Via Láctea pela Tríplice Aliança formada pelas raças Anunnakis, Reptilianas e Draconianas. Por isso a evidência em todos os movimentos comunistas sobre os genocídios da raça humana em nosso planeta. Para estas entidades predadoras, a raça humana é mais uma presa a ser dominada e utilizada na sua cadeia alimentar. Foram essas aberrações alienígenas negativas que o CAD desvendou durante as batalhas contra Nibiru em 2015.

A ideologia comunista é o mecanismo de dominação de povos nativos de um orbe colocando-os nas condições de escravos passivos e submissos. O medo é o fator predominante em qualquer fase de suas conquistas. A morte é o meio de criar o medo. A expressão “pão e circo” tem uma simbologia que carrega a marca desta dominação da massa humana na Terra. Esta metodologia foi implantada pelos Anunnakis.

Na série “Conspiração Alien” revelamos como são feitas as capturas de consciências de entidades humanas que depois tem seus corpos ocupados por essas raças alienígenas negativas e não confederadas. Esta técnica de ocupação de corpos foi uma das experiências realizadas pelos Anunnakis que alteraram a genética do corpo humano, interferindo inclusive no bloqueio da nossa cadeia de DNA, e também do nosso sistema cerebral com a modificação do funcionamento da sua base conhecida como “cérebro reptiliano” que geneticamente se origina da raça reptiliana.

Para entender todo esse processo de modificação e compreender porque tiveram sucesso nestas mutações é preciso analisar a formação da raça humana na Terra em dois períodos, uma anterior à civilização Lemuriana onde os corpos físicos humanos surgiram da espécie anfíbia originada dos reptilianos. Este modelo de corpo humano foi aniquilado pelas explosões solares que interromperam o processo evolutivo da primeira Humanidade terrestre.

Já na etapa posterior com a vinda da Comitiva de Sanat Kumara de Vênus, outro projeto evolutivo foi colocado em ação com as espécies de símios trazidos à Terra e foram nestes corpos que foi possível a ancoragem das consciências humanas em veículos físicos. A Humanidade atual descende destas espécies e foram as primeiras tribos destas famílias humanas que cederam seus corpos para a descida no plano físico dos membros do primeiro Governo Planetário da Terra.

Com a invasão Anunnaki iniciaram as experiências genéticas entre os dois modelos de corpos físicos, os reptilianos da Lemúria e os símios trazidos de outro orbe planetário. E foi nos laboratórios reptilianos que inseriram um pequeno caroço no sistema cerebral da nova raça humana, conhecido como “cérebro reptiliano”, um dos três cérebros existentes dentro da caixa craniana. Esta implantação ocorrida em laboratório é denominada pela ciência como “Complexo R”. Ao longo desta série de artigos vamos mencionar como esta mutação vem impedindo a raça humana de sair do casulo a que foi submetido pelos Anunnakis e nos caracteriza de forma grotesca como aquilo que conhecemos como “gado humano”.

É neste ponto que foi desvendado como é feito o procedimento de doutrinação da consciência humana pelo movimento comunista, com a manipulação das frequências de ondas cerebrais para manter a entidade humana dentro da Matriz de Controle alienígena negativa, tendo suas ações limitadas como se fossem “zumbis”. Essa é a realidade atual dos militantes de esquerda que atuam como se fossem criaturas alienadas sob o controle externo obedecendo a ordens de comandos em chavões de ódio e violência, típico do cérebro reptiliano.

Aqui fica a pergunta: em que ponto está o estágio atual deste Plano Sinistro do Projeto Comunista?

É o que veremos no próximo artigo.

Em Luz e Amor,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Leia mais:

Operação Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

LightBlog

Páginas