0

Fonte: Climatologia Geográfica. por Júnior em 11/09/2017 

O fato de em menos de uma semana ocorrer uma série de explosões solares e duas delas ser considerada gigantesca é motivo de tomada de medidas preventivas para os próximos dias, já que está evidente que o nosso Sol está em plena atividade e o passo seguinte é começar a pensar seriamente no que vem ocorrendo também em nosso Sistema Solar.

Fonte: Climatologia Geográfica. Por Júnior em 11/09/2017 

Há vários sites e links disponíveis a todos que se interessam em acompanhar o que acontece com o nosso Astro Rei diariamente, 24 horas por dia on line.

O que isto tem a ver contigo?


Boa pergunta... para a maioria das pessoas este é um assunto tão banal que não merece o mínimo de preocupação. Mas digo que quando os efeitos das explosões solares começam a atingir proporções planetárias e a própria humanidade, o assunto passa a ter importância a qualquer habitante deste orbe terrestre.

As pessoas atualmente vivem numa sociedade cuja tecnologia necessita de eletricidade, dos satélites em órbita da Terra e do equilíbrio climático para que as lavouras e plantações tenham suas colheitas em abundância. Portanto, uma rajada de Ejeção de Massa Coronal (EMC) no nível que ocorreu estes dias ocasiona distúrbios em toda a rede de energia elétrica e de comunicações do planeta.

Então não é preciso dizer as consequências destas perdas.

Outro ponto importante é na questão da saúde pois raios ultravioletas atingem a superfície e alteram os sintomas e sensações psicoemocionais, físicas, mentais e biológicas das pessoas. Intensas dores de cabeça, vertigem, ânsia de vômito sensações de desmaio, fraqueza e sonolência são comuns nestes casos. O campo áurico das pessoas também são atingidos de forma direta e fazem-nas sentirem como que deslocadas em dois corpos, porque há o desalinhamento dos corpos sutis pela alteração eletromagnética da atmosfera.

Além disso tudo, as explosões solares ocasionam as alterações climáticas, aumentando os índices de tornados, tufões e ciclones, os abalos sísmicos, as erupções vulcânicas, principalmente quando as EMCs vem na direção do nosso planeta.

E a rotação de um lado do Sol leva-se 7 dias para ser feita, portanto a 14 dias inicia-se novo ciclo de repetições caso o Sol esteja passando por um estágio de intensa atividade interna, o que parece estar acontecendo atualmente. Neste caso, é esperado nas próximas duas semanas outra série de explosões solares que podem surpreender a Humanidade.

É importante que se comece a estudar e pesquisar o comportamento do Sol para compreender o significado dos termos técnicos utilizados pelos meios de comunicação que monitoram as explosões solares 24 horas por dia. Os alertas foram feitos desde o ano passado até pela Casa Branca dos EUA através do Presidente Obama. E eles tem tecnologia de ponta para saberem do que estão falando.

Como já mencionei várias vezes em meus artigos, já houve casos extremos em nosso passado remoto, sendo que um dizimou a vida na superfície do nosso planeta, portanto não é algo novo ou inédito e sim, comum dentro da nossa Via Láctea. E se recordarem que estamos ultrapassando o Cinturão de Fótons como é divulgado no meio dos Trabalhadores da Luz, a compreensão fica mais clara. 

As turbulências do Sol tem a ver também com o final de um grande ciclo cósmico, da mesma forma como nossos corpos físicos são afetados atualmente e o corpo de Gaia já mostra estas transformações em andamento, é certo que Sol também passaria por sua transformação interna.

Se atentarem sobre os vídeos que já postei sobre a jornada do nosso Sistema Solar dentro da Via Láctea é possível entender que muitos dos eventos noticiados de que astros, cometas e meteoros estão vindo na direção da Terra é algo a se pensar de forma diferente agora, pois nesta nova compreensão há que se ver que nós (Sistema Solar) é que estamos viajando na direção de muitos sistemas e constelações, ou seja, nós estamos indo em direção a eles (corpos celestes) e não o contrário.

Nesta órbita galáctica estaremos reencontrando velhos "sistemas"e até "orbes" pelo caminho, que ocasionam alterações no núcleo interno do Sol, como as erupções e explosões. Assim como o corpo de Gaia está deixando sua vestimenta 3D e indo na direção de um novo patamar vibratório, por que então o Sol não poderia estar neste mesmo caminho? Não estaria o Sol passando pelo seu processo de mudanças assim como a Terra?

A campanha "Em Amor à Gaia" está sendo realizada com o propósito de ajudar o nosso planeta a suportar esta tempestade que está para vir e poderá nos atingir durante a mudança da estação (Primavera) já que durante estes dias estas manchas solares estarão novamente de frente para a Terra e nos dias 20, 21, 22, 23 e 24 de setembro poderemos vivenciar dias quentes.

Se a humanidade ajudar nas emanações de Luz para Gaia é possível que ela consiga manter a proteção da humanidade, por isto o chamado às Filhas de Gaia foi feito.

E no dia 23 de setembro, Gaia dará um novo salto quântico no plano etérico. Sua consciência estará vibrando na 6D e 7D.

Em Luz e Amor,
Paz na Terra!
Shima e Renata.
Namastê.

Saiba mais...







































Postar um comentário

 
Top