0


Saudações da Luz,

As expressões “democracia” e “comunismo” constituem o tema deste artigo onde pretendo trazer mais luz sobre o significado, simbolismo e magia que existe por trás delas, e que afeta a consciência humana aqui na Terra por centenas de milhares de anos, sendo assim bem anterior ao nosso tempo linear.

É importante que este conhecimento seja trazido aos meus leitores neste momento, pois estamos num ponto decisivo da história humana neste planeta e, em especial que este evento da eleição afeta profundamente a sociedade brasileira e dependendo do resultado, poderá desencadear um caos a nível mundial.

Os que já me conhecem e me acompanham nesta missão espiritual possuem a compreensão sobre os temas que abordo nas minhas publicações. E o que tem ocorrido hoje no mundo e no Brasil é tema recorrente dos nossos encontros e reuniões de treinamentos nos últimos seis anos.

O caso sobre o “eterno” conflito que existe entre as Forças Crística e Anticrística envolve principalmente a questão do relacionamento humano e as relações com outras entidades de raças não humanas dentro da Sociedade Cósmica e Universal. E querer ver apenas a espiritualidade fora da realidade material é tapar o sol com a peneira.

Tudo está interligado e faz parte do Todo.

Esta é a realidade vivida desde que a Grande Fraternidade Humana da Terra (GFH) foi fundada em 2015. Desde o reconhecimento da GFH como representante da Raça Humana não apenas na Terra, mas em todo o Universo do Pai Micah, passamos a integrar e participar de todos os Conselhos Siderais com direito a voto, nos casos de julgamentos intergalácticos que envolveu diretamente a Raça Humana em seu conflito com outras raças planetárias.

O fato mais evidente e que tem sido o diferencial na resolução das questões milenares na disputa pelos direitos, é o que se relaciona à forma como cada raça ou civilização foi instituída em sua cultura, crença e valores. Parece incrível, mas na Sociedade Cósmica e Universal, há divergências entre uma civilização e outra, dependendo de qual Universo se origina.

Outro fator complexo envolve diretamente os Impérios Intergalácticos, já que muitas civilizações foram criadas a partir das conquistas e dominação dos povos nativos de cada orbe. Neste processo de Poder, prevaleciam os interesses do conquistador e a expansão iniciava-se com a doutrinação da raça para o controle total do orbe.

Assim também aconteceu nas grandes navegações no século XV aqui na Terra, onde as terras conquistadas pertenciam a quem as descobria e a partir daí iniciava-se a doutrinação e a dominação dos nativos. As resistências eram prontamente eliminadas pela execução dos rebeldes. Ao fincar sua bandeira nestes rincões, a nação que a conquistou era reconhecida como o dono da terra.

O que ocorria na Terra em nosso passado remoto também era uma característica dos Impérios Intergalácticos, então fica aqui a questão simples de que herdamos na verdade algo lá “de cima”. Compreende isto?

De alguma forma essa metodologia foi inspirada por forças superiores, e a raça humana em seu crescimento e aprendizado tinha que ter um “professor” que a ensinasse a forma de expandir, conquistar e dominar os povos vencidos. Na arte militar, o ato de conquistar é mais fácil do que manter e sustentar, então para que isso possa ter sucesso é necessário conquistar também o coração e a mente dos nativos.

O que ocasionava os conflitos e guerras cósmicas?

Como essas disputas de Poder podem afetar a Humanidade terrestre?

Essa primeira questão está relacionada à existência do nosso próprio Universo onde temos o Pai Micah como nosso Criador. Ele é um dos Filhos Paradisíacos do Pai Primordial, que conhecemos como a Fonte Que Tudo É. E ao Pai Micah foi destinado este Universo para que viesse a Criar o seu Plano Divino, ou seja, o seu Projeto de Criação. É da mesma forma quando um Presidente da República tem o seu Plano de Governo, para governar uma Nação.

Aqui na Terra, temos várias Nações e cada País tem o seu próprio Governante, o seu povo e a sua Constituição. O Plano de Governo de uma Nação difere da outra conforme é a tradição, a cultura e origem deste povo. Dentro da Criação, há outros inúmeros Filhos Paradisíacos do Pai Primordial que também receberam seus Universos e cada um estabeleceu para Si, o próprio Plano Divino.

Para simplificar aqui o tema deste artigo vamos abordar apenas o caso de Duas Nações ou Dois Universos que fazem fronteiras entre si. Neste caso teremos Dois Governantes e Dois Planos de Governos que determinam a forma como será a Criação de cada um Deles. Primeiro a Constituição de cada Universo é definida pelo seu Criador e a partir disto um Plano é estabelecido como a regra ou norma de trabalho. Um Projeto Político.

O Pai Micah criou algo inédito quando assumiu o seu cargo como Pai Criador deste Universo. Estabeleceu a linha Crística como uma Carta Magna e no seu Projeto de Governo criou uma diretriz que foi a forma de determinar a expansão e o crescimento do Seu Reino, o Livre Arbítrio. Essa diretriz seria assim compreendida por todas as Hierarquias em que cada entidade criada poderia crescer, multiplicar e depois retornar à sua Fonte Primordial, isso significava a possibilidade de uma consciência descer até a mais densa frequência dimensional e depois poder ascensionar e retornar ao seu Criador e também até à Fonte Que Tudo É, o Pai Primordial da Criação.

Então, uma Mônada fragmenta de Si Mesma, cria a Consciência Individual e ela mesma se fragmenta para experienciar cada dimensão mais abaixo. A regra é tão simples quanto prática. Expande-se em cada dimensão dentro do Universo Manifestado até a 2D e a partir daí começa a galgar os degraus da ascensão. Na descida até a 2D existe algo interessante porque a Mônada se manifesta como uma Alma Grupal, onde a vida se manifesta a partir de uma mesma consciência que conduz todo o grupo que vai se individualizando neste nível dimensional. Esta é a etapa da jornada no Reino Animal.

Essa manifestação da Alma Grupal no Reino Animal é facilmente observada, onde sempre há um líder que comanda todo o grupo. Os instintos de preservação da espécie e da sobrevivência são as bases que constituem a estrutura das entidades do Reino Animal. Viver em comunidade é o significado desta etapa evolutiva não somente da humanidade terrestre, como de todas as outras raças interplanetárias neste ou noutro Universo. É fundamental entender que há inúmeras espécies no reino animal como também há essa diversificação nos reinos humanos e não humanos na Sociedade Cósmica e Universal.

Os corpos ou veículos de manifestação numa dimensão podem ser diferentes em estrutura física e sutil, mas as consciências são da mesma fonte e origem, como também é única a essência primordial destas consciências que passam a habitar um corpo de manifestação em qualquer parte da Criação ou de um orbe em particular. E como o ser humano é o mesmo em qualquer parte do globo terrestre, mas o que diferencia um do outro é a sua raça, seu povo e sua nacionalidade e nem por isso, deixa de ser uma entidade da raça humana.

Dentro de todo esse contexto, o Plano Divino do Pai Micah proporciona o fato raríssimo dentro da Criação de ter instituído o Livre Arbítrio como padrão de conduta das consciências individualizadas, podendo assim contestar, negar ou seguir adiante em sua própria experiência como entidades livres e co-criadoras neste Universo. Nesta liberdade de ser, foi possível para uma Mônada estabelecer também seus projetos pessoais para cada uma de suas consciências fragmentadas.

E isso ocasionou a formação de grupos de Mônadas para debater e definir o campo de trabalho de cada uma, sendo as decisões realizadas através dos Conselhos, onde todas as questões eram discutidas com a finalidade de promover um crescimento e expansão pacífica, harmoniosa e equilibrada para todas as Mônadas envolvidas no processo de Co-Criar. Essa é a origem daquilo que conhecemos na Terra como “Democracia”. Tudo é formalizado dentro da Energia Crística e expandido através do Amor. Essa forma de atuação cria o campo da Compreensão, Compaixão e Misericórdia para os pontos mais frágeis da Criação.

No próximo artigo vamos prosseguir neste estudo da série “Conspiração Alien” até que a compreensão seja possível de forma simples. E a partir disto, o entendimento do processo político que ocorre nos subterrâneos  e os bastidores ocultos que envolvem diversos países, no qual hoje, o Brasil é o foco das atenções não apenas por interesses em seus recursos naturais, mas pela sua posição geopolítica a nível global.

Em luz e amor,
Paz, Brasil!
Shima.
Namastê.







Postar um comentário

 
Top