0



Saudações da Luz,

Leia também:


Há um acervo de artigos já publicados aqui no blog Caminhando com o Mestre sobre este assunto e confesso a você amigo leitor, que a MPT - Missão Paz na Terra foi muito confundida nos núcleos dos Trabalhadores da Luz com algo totalmente diferente do que era o propósito divino criado pelo Cristo Maitreya em maio de 2013.

Muitas pessoas pensaram que a MPT estava ligada aos conflitos terrestres e guerras entre nações. Isso ocorreu por falta de leitura dos outros textos que falavam sobre as Guerras Cósmicas, as Raças Interplanetárias, as Operações de Resgate e todos os assuntos que foram abordados e faziam parte do contexto da Grande Missão (GM) que estava sendo implantada por nós.

Foi visível ao longo dos anos os constantes ataques perpetrados contra a GM, principalmente por alguns grupos de Trabalhadores da Luz que não tiveram o discernimento de perceber as intenções ocultas por trás destes ataques, já que em nenhum momento promovemos algum nível de agressão contra eles.

Em todas as fases o foco foi o despertar da consciência humana, o despertar planetário que envolvia todas as emanações de vida no planeta, incluindo Gaia que estava adormecida, e o processo de ascensão de Gaia no qual a humanidade teria grandes benefícios.

"Um dos “três véus”, cujas pontas seriam mencionadas relacionava-se às falsas canalizações e o uso de imagens ou menções de nomes de mestres ascensionados ou do reino angélico, para dar veracidade às ações nefastas destes seres negativos que invadiram o núcleo dos Trabalhadores da Luz. Foi este terceiro item que entrou no acordo do Interventor Divino. Manter o meu silêncio e deixar que o fluxo das águas fluísse. Concordei."


Essa realidade somente poderia ser compreendida se as informações sobre as Operações  Resgate realizadas pelo CAD fossem aceitas de forma amorosa e não fossem cerceados os estudos e pesquisas que deixamos abertos para todos os Trabalhadores da Luz.

E quando os ataques contra a GM se intensificaram por parte das lideranças destes núcleos de Trabalhadores da Luz, foi através das operações feitas pelo CAD que realizamos a contenção no umbral, de onde atuavam e todos foram aprisionados juntos com os draconianos e reptilianos, sendo levados aos Conselhos siderais para julgamento.

Esta revelação sobre as ações de um Comando das Trevas nos núcleos dos Trabalhadores da Luz foi trazida a público através do livro: Terra II – Comando das Trevas - Mecanismos de Manipulação Umbralina psicografado pela Renata Zimmermann, onde foi confirmado a atuação negativa através dos Códigos Numéricos que tantos danos causaram em nossas fileiras, e por isso, foi recomendado às nossas águias que não se envolvessem nessa armadilha trevosa.

Nas operações do CAD no Umbral encontramos diversos laboratórios e instalações onde haviam clonagens de Templos etéricos da Hieraquia Espiritual, do Comando Ashtar e até do Tribunal do Conselho Cármico, tudo bem feito e criado conforme as crenças de cada trabalhador da luz.

Nestas instalações foram feitas capturas de inúmeras raças alienígenas negativas como também de consciências encarnadas aliadas a eles que atuavam nestes redutos. As pessoas inocentes não tinham a noção destes hologramas falsos e acreditavam piamente que estavam no lugar certo.

Por isso, as tentativas de destruir a GM visavam impedir que a MPT e a GFH tivessem sucesso.

No caso da MPT, a Missão Paz na Terra foi criada justamente para implantar as condições necessárias e básicas para promover a pacificação entre todas as raças planetárias que estavam em conflito desde a Rebelião Luciferiana. A maioria dos representantes estavam encarnados no orbe terrestre e outros habitavam os reinos umbralinos.

O Comando Ashtar atuava diretamente nestas Operações de Resgate junto com o CAD e as batalhas prosseguiam por dias e semanas até que uma vitória do CAD pudesse trazer para a mesa de negociações, as lideranças destas raças não humanas. Então se iniciava junto com o Comando Ashtar os esclarecimentos e as revelações sobre os motivos destes conflitos onde a raça humana vinha sendo dizimada em vários quadrantes da nossa galáxia.

A Missão Paz na Terra foi uma das operações mais complicadas e espinhosas realizadas pela GM e pelo CAD, mas que com a fundação da GFH foi possível levar adiante a bandeira da reconciliação para outras esferas, principalmente no julgamento diante dos Conselhos siderais, porque isto permitiu colocar a raça humana não apenas da Terra mas de outros orbes em condições de negociação. Até então, a raça humana era considerada pelos impérios intergalácticos como criaturas ou espécies de vida insignificante.

O CAD e a GFH mudaram essa realidade.

A disputa pelo orbe terrestre reacendeu a chama da rebelião luciferiana trazendo à tona os interesses ocultos por trás dos bastidores intergalácticos, já que muitas raças alienígenas compreenderam o propósito divino do Pai Micah e se retiraram do orbe terrestre, mas no vácuo, as disputas pelo poder eram cada vez mais poderosas.

Enquanto a GM promovia a expansão da consciência no orbe terrestre, a GFH promovia a expansão da Bandeira Crística pelo Universo Local, procurando estabelecer o caminho da Paz Universal. Havia um propósito interno nos trabalhos da GM que era o de preparar novas consciências para esta realidade que viria ao mundo após a vitória da Luz que já se configurava como promissora diante dos resultados das batalhas do CAD contra as alianças das forças não confederadas.

As grandes raças que também eram temidas na Terra foram convencidas a deixar nosso planeta após as provas e documentações apresentadas pelo Alto Comando do CAD sobre as suas origens e as causas dos conflitos que se espalharam pelo Universo Local. Foram muitos encontros promovidos pelo Comando Ashtar com todas as lideranças, governantes, regentes e comandantes militares de raças alienígenas negativas, muitos deles se redimiram e pediram para se aliar como membros da Confederação Intergaláctica deste Universo Local e promover a cooperação mútua em todas as áreas.

A primeira meta da MPT foi alcançada agora de uma forma bem surpreendente, pois é possível sentar à mesa e conversar, discutir as diferenças e os erros e então buscar respostas para tantos conflitos que passaram a ocorrer antes, durante e após a rebelião luciferiana.

Com essa meta conquistada pela MPT, o CAD avança para um propósito maior que é o Resgate final de todas as consciências perdidas e desaparecidas no Umbral que fazem parte de toda a História da Humanidade Terrestre e das Raças Interplanetárias que um dia vieram à Terra fazer suas experiências e deixaram suas marcas e heranças em cada recanto deste orbe terrestre.

Noutra frente é a vez do GPT, o Governo Planetário da Terra atuar junto com todas as lideranças do planeta em futuro próximo e fortalecer os laços de fraternidade inerentes a todas as raças e povos que habitam este planeta. Nos planos internos, isso já acontece de forma acelerada através das atuações do Cristo Maitreya que promove conversações de alto nível com todas as correntes de pensamento e com as lideranças a nível mundial.

Se voltarmos no tempo e refletirmos sobre a primeira atitude do Cristo Maitreya na Terra durante o evento ocorrido na Cidade Santa de Jerusalém em maio de 2013, fica mais fácil a compreensão sobre o grande propósito que ocorreu naquela época e naquele evento chamado de Missão Paz que daria início a manifestação da MPT dois anos depois e ocasionaria o maior movimento de Paz neste Universo Local.

Não foram as batalhas e combates que envolveram o CAD nesta Grande Missão e sim, os resultados finais de cada vitória alcançada, onde se iniciou o diálogo e o entendimento entre diversas raças que compõe a própria Criação, cujo Pai Criador de todos eles nada mais é do que o Pai Micah e os Filhos Paradisíacos, que são Todos, Filhos do Pai Primordial, a Fonte Que Tudo É.

Que a Paz esteja no coração de todos!
Em Luz e Amor,
Shima.
Namastê.

(*) Nas páginas 87, 88 e 89 do Livro O Voo da Águia - Caminho para o Despertar estão as revelações sobre o Plano Divino do Pai Micah e o que viria a ser a Grande Missão dez anos depois e principalmente o objetivo da MPT.

Postar um comentário

 
Top