BRICS - A UNIDADE NA DIVERSIDADE – 14/11/2019 - Caminhando com o Mestre

CURSO

LightBlog

NEWS

Home Top Ad

LightBlog

Post Top Ad

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

BRICS - A UNIDADE NA DIVERSIDADE – 14/11/2019



Saudações da Luz,

A 11ª Reunião da Cúpula do BRICS realizado em Brasília nos dias 13 e 14/11 tem um significado profundo na mudança global dos Eventos previstos a ocorrer em todo o planeta e poderá amenizar muito o sofrimento da Humanidade como um todo se for considerado o aspecto espiritual que envolveu este encontro dos 5 líderes que representam os países emergentes a nível mundial. Principalmente o aspecto simbolizado no número “11” conforme publicado no artigo anterior. Nada é acaso.

Existiu uma razão na criação do Grupo “G7” e a sua simbologia cabalística. O “G7” está com seus dias contados e também o projeto Globalista (leia-se a Nova Ordem Mundial) e não faz mais sentido no mundo atual, onde está ocorrendo a transição planetária no qual os valores da fraternidade humana estão sendo construídos de uma forma gradativa e irreversível. Haverá um abalo na economia mundial em razão desta mudança, mas isso é necessário, porque a construção de uma nova civilização somente acontece quando a antiga deixa de existir.

O que mencionamos aqui não é a destruição de um Sistema ou Movimento Revolucionário e sim, a construção de uma nova Civilização Terrestre sustentada da Fraternidade Humana. Nesta direção vai prevalecer o bem estar dos povos na visão Crística. Aqui não tem importância a religião, a ideologia ou partidos, mas a conscientização das lideranças mundiais comprometidas com o valor humano e o resgate da família. As corretas relações humanas poderão ser restabelecidas na sociedade apenas com a boa vontade dos líderes que representam as suas nações.

O Mal do Comunismo vem causando a destruição não apenas das famílias, mas de toda a sociedade com a perda dos valores éticos, morais e nacionais. Para isso basta ver como o Socialismo - que é o meio de doutrinação do Movimento Comunista - está sendo implantado em todos os países através dos partidos de esquerda. Em nenhum lugar este modelo vem dando certo, pois para este movimento revolucionário socialista, é preciso destruir totalmente os valores cristãos para alcançar o domínio mundial. Então fica aqui o alerta sobre este Mal anunciado pela Mãe Maria, em Fátima, há mais de um século.

Enquanto o Comunismo não for extinto da Terra, a Humanidade continuará a percorrer o caminho da dor e do sofrimento. O nível de contaminação anticrística no planeta já ultrapassa 80% de negatividade. O caso já mencionado sobre os resultados da Operação Plêiades foi trágico onde 84 dos 86 orbes planetários ultrapassaram os 86% de energia anticrística e este é um sinal de alerta para o orbe terrestre. Ainda podemos reverter o quadro negativo aqui na Terra.

Sobre o Grupo “G7”, a Alemanha, a França, a Itália e o Canadá já são regimes socialistas com exceção da Inglaterra, Japão e EUA. Aqui neste bloco temos as duas maiores Monarquias do planeta que mostram através de fatos que não são as causas do Mal no planeta. São duas potências econômicas e nações politicamente estáveis. Os EUA hoje é praticamente um país de regime socialista e isto faz do Presidente Trump uma voz isolada dentro de sua própria Nação quando defende a essência da tradição norte americana e busca resgatar o nacionalismo do seu povo.

Então do antigo Sistema de Poder Global, apenas estas 3 nações poderão sobreviver aos Eventos.

A nova realidade que se abre diante do mundo é o Despertar Planetário onde os 5 líderes do BRICS iniciaram uma fase que irá transformar o mundo de uma forma profunda a médio e longo prazo. O Brasil, a Rússia, a Índia, a China e a África do Sul na Reunião de Cúpula, ocorrida em Brasília neste mês de novembro, estabeleceram as bases do diálogo, da cooperação e do intercâmbio entre os seus povos. O detalhe fundamental deste Encontro foi o foco no bem estar dos seus povos e a forma como o desenvolvimento econômico entre estes países poderá construir uma relação internacional positiva através do respeito mútuo, compreensão das diferenças e o entendimento de cada cultura e tradição nacional.

O que a Humanidade precisa entender é que qualquer Estado Nacional tem 3 Poderes e todos são interligados na condução do Governo de uma Nação. Um Chefe de Estado representa o seu Povo, mas há o Poder Legislativo e o Poder Judiciário que também são partes do Estado e aqui está o problema da instabilidade mundial, pois nenhum Poder Executivo pode Governar sem que os outros dois Poderes também colaborem para o bem estar do seu povo. E é aqui que acontecem os problemas mundiais onde a Internacional Socialista interfere nos interesses nacionais de cada povo e nação.

Enquanto o mundo ficar girando nos efeitos sem buscar a causa, só se terá conflitos e discórdias que ocasionam o ódio, a separatividade e as guerras. Esse é o jogo do Comunismo que cria o caos na sociedade e nesta estratégia vai ocupando os postos importantes no escalão dos 3 Poderes de um Estado. É aqui neste ponto que revelamos sobre a inversão de valores. Onde há estabilidade o Socialismo cria o caos e toma o Poder, simples assim.

O caos econômico, social e político é causado pela onda socialista para se implantar o comunismo nas nações, por isso a sociedade se perde na confusão, na mentira disseminada pela mídia que trabalha para desestabilizar os governos e não consegue pensar na causa de tanto mal que se abate sobre uma nação inteira. Essa estratégia vem funcionando até os dias atuais e é isso a que me refiro sobre a atenção que é direcionada aos efeitos e não à causa primária deste mal.

Assim, para o mundo ter paz e viver a prosperidade e abundância, basta extirpar o Comunismo da Terra. Percebe?

Apenas com o Despertar Planetário de forma consciente isto é possível. A Verdade é uma só.

O Brasil representa a tradição cristã no ocidente, e tem o maior número de fiéis da Igreja Católica do planeta. A Rússia também tem a sua tradição no Cristianismo Ortodoxo que nem mesmo o Comunismo conseguiu destruir, isso porque é a essência do povo russo. A Revolução Comunista veio de fora da Rússia, invadiu a Nação Russa. E assim também foi com a China, os comunistas invadiram a Nação Chinesa e mesmo assim não conseguiram destruir a tradição ancestral do povo chinês alicerçado no Taoísmo e no Confucionismo. Da mesma forma com a Índia aonde o Hinduísmo e o Budismo vem sendo invadido pelo Comunismo através da esquerda socialista. Por isso jogam um povo contra outro, como no caso contra o Paquistão.

O caso da Índia com o Paquistão é o Mal do Comunismo que se infiltrou dentro do Islamismo. Ou é mera coincidência a perda das nacionalidades dos povos europeus atualmente? Destruir o Hinduísmo da mesma forma como o Cristianismo no Ocidente é necessário para a implantação do Socialismo na Índia. Da mesma forma como temos o exemplo da África do Sul que foi a única nação africana onde o povo conseguiu resgatar a sua tradição ancestral e com isso formar um novo país soberano, um dos mais prósperos do continente africano. E o território onde se situa a África do Sul é um dos locais mais antigos do planeta, de uma civilização que manteve as tradições e crenças de sua raça original.

E por incrível que possa parecer são apenas os Partidos Comunistas da Rússia e da China que ainda relutam em se manter no Poder no Parlamento dos seus países e dificultam que os líderes de seus Governos possam concluir uma transição pacífica para uma nova era sustentada na Luz Crística onde a verdade prevalece através da unidade com o Todo. No Brasil o próprio Presidente Jair Bolsonaro tem dificuldade de governar pela ação negativa dos outros dois Poderes do Estado Brasileiro. Nos EUA e em Israel essa situação ocorre abertamente na disputa interna e quem está por trás não é o movimento comunista?

Se observar o que aconteceu na 11ª Reunião de Cúpula do BRICS poderá perceber que uma nova egrégora foi criada neste encontro. E para que esse Holograma Terrestre possa avançar é necessária a integração de mais um membro neste Bloco, pois o 6º integrante representará o seu povo no contexto global da Nova Era, simbolizando um dos alicerces da Paz mundial. E como isso poderá acontecer?

Agora, qual seria a 6ª Nação que poderia completar o Bloco do BRICS e trazer a prosperidade para a Humanidade nos anos vindouros?

Este 6º integrante representa a raça que formou um dos ramos desta civilização atual da Humanidade e ainda não foi representada dentro da Fraternidade Humana da Terra, a raça Árabe. E aqui falo da Arábia Saudita.

É neste país que se encontra os dois maiores Santuários do Islamismo, uma das maiores religiões do Oriente Médio e é uma das mais prósperas nações do mundo árabe. A Humanidade precisa compreender que o Islamismo é uma religião que veio da mesma fonte que fundou outras duas religiões, o Judaismo e o Cristianismo. E as revelações do Alcorão são uma relíquia de ensinamentos divinos inspirados por Abraão e o Arcanjo Gabriel.

O ódio que hoje impera no radicalismo islâmico contra o Ocidente e os valores judaicos cristãos tem fundamento com os ensinamentos do Alcorão? De onde e quando surgiu o refrão anti-americano e anti-imperialismo se o próprio Império Otomano (Califado Islâmico) já existia antes da formação e independência dos Estados Americanos e de Israel? Antes da existência atual destas duas Nações, quem eram os inimigos dos povos árabes? O Mal do Comunismo se infiltrou dentro do Islamismo justamente para criar o ódio e a separação de um povo que só desejou a paz e sua unidade com Deus.

A raça Hindu foi a primeira a formar esta civilização atual depois do desaparecimento dos Atlantes. Os povos europeus foram formados a partir da região onde existiu o Império Russo. A China foi o berço onde todas as raças deste planeta foram criadas e depois emigraram para o planeta inteiro. A raça negra da África surgiu no sul deste continente e se relaciona com a evolução da espécie humana no planeta.

Chegou o momento de reflexão global sobre a atual conjuntura planetária onde é possível darmos um passo transcendental para toda a Humanidade. Para isso é preciso deixar de lado as ideologias de partidos de esquerda e promover a expansão das relações humanas em valores crísticos. Do Oriente ao Ocidente a crença em um único Deus é visível em todas essas nações. E a Lei do Amor é fundamental para unir todos esses povos.

Quem viu a face de cada líder que representa a sua Nação no BRICS pode observar que todos eram da mesma raça humana que habita o planeta Terra e demonstraram os laços filiais que unem os irmãos de uma mesma família. E todos tem a mesma preocupação, o bem estar dos seus povos. E dos 193 países que são membros da ONU, somente estas 5 Nações (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) representam cerca de 3,2 bilhões ou seja, 42% da população mundial no planeta. O “G7” (EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Japão e Canadá) representam apenas 10% desta população mundial.

E foi inédita a declaração do Presidente Jair Bolsonaro na Arábia Saudita quando declarou: “Eu sou apaixonado pela Arábia Saudita!”.

Falta apenas o convite do BRICS para a Arábia Saudita.

E a Humanidade irá assistir a construção da maior e mais promissora das civilizações já existentes neste orbe terrestre, o da Nova Era. O número “6” simboliza na geometria sagrada a construção da Paz, pois representa os 6 Caminhos da Humanidade terrestre que unem o Céu na Terra.

Assim seja!

Em Luz e Amor,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

LightBlog

Páginas