0



A 8ª Etapa da Grande Missão

  1)    2012 – O Chamado aos Trabalhadores da Luz
  2)    2013 – As Batalhas dos Guerreiros da Luz
  3)    2014 – A Missão dos Servidores da Luz
  4)    2015 – A Grande Fraternidade Humana da Terra
  5)    2016 – A Regência Planetária da Terra
  6)    2017 – O Governo Planetário da Terra
  7)    2018 – A Sociedade Cósmica e Universal
  8)    2019 – A Aliança do Cruzeiro do Sul


Saudações da Luz,

É fundamental o entendimento sobre as ações dos Conselhos Siderais frente as grandes mudanças que ocorrem não somente no orbe terrestre, mas em todo o Sistema Solar, neste Braço de Órion como em toda a Via Láctea que atingiu também as Galáxias de Andrômeda e de Arconis, sendo que destas duas, Andrômeda pertence à jurisdição do Governo Central de Sananda Kumara e a de Arconis ao Universo do Pai Anhotak.

É do conhecimento dos meus leitores que o Universo do Pai Anhotak segue outra linha de Criação diferente do Plano Divino do Pai Micah que é de energia do Amor Crístico, sendo portanto, o Universo de Anhotak uma criação onde sua atuação difere até de forma antagônica do Plano Michaélico. As criações do Pai Anhotak muitas vezes são confundidas como Anticrísticas o que não é a verdadeira denominação utilizada muitas vezes nos meios de divulgação dos Trabalhadores da Luz. É apenas uma Criação onde a Luz está ausente. Simples assim. São duas energias bem diferentes e consideradas até contrárias entre si no nível de antagonismo alcançado na expansão pelos universos e galáxias.

FORÇA INTERGALÁCTICA – A ALIANÇA DO CRUZEIRO DO SUL

Como venho expondo ao longo deste ano de 2018, a Grande Missão prosseguiu cumprindo o seu propósito divino nas metas estabelecidas desde o ano de 2012 etapa por etapa, mesmo diante de tantos ataques de destruição contra a GM e o CAD. Em meados de outubro deste ano, o nosso Governador Sananda Kumara determinou uma Intervenção Divina não apenas no orbe terrestre, mas em todo o Universo Local. Por isso, o CAD tem atuado em todas as frentes possíveis desde o orbe terrestre até os confins da Via Láctea representando a Raça Humana terrestre e também atuando como membro da Aliança do Cruzeiro do Sul, presidido pelo Príncipe Planetário da Terra.

A Aliança do Cruzeiro do Sul é a nova Força Intergaláctica com ação dentro de todo o Universo Local e foi fundado pelo Lord Maitreya que ocupa o cargo de Cristo Cósmico. É constituída pelas Frotas Intergalácticas das Federações Interplanetárias que integram os governos planetários de cada quadrante desta Via Láctea.

O processo de Limpeza Universal que vem ocorrendo dentro da Criação desde o Decreto da Fonte Primordial, causou a extinção de inúmeras raças alienígenas negativas e não confederadas, principalmente daquelas que combateram o Governo Planetário Terrestre em guerra pelo domínio do planeta.

A dissidência ocorreu dentro destas raças alienígenas negativas, quando as lideranças e seus governantes aceitaram se retirar do orbe terrestre, e estes decidiram entrar em guerra contra o CAD - Comando Águia Dourada. Este conflito se estendeu de dezembro de 2017 até agora, com batalhas e combates diários ao longo de todo o ano de 2018.

A vitória sobre os dissidentes das raças Draconianas e Reptilianas negativas foi possível após intensos confrontos e rendições, depois foi a vez da Ordem dos Dragões Negros que passou a investir contra o GPT - Governo Planetário da Terra e o CAD de forma devastadora, ocasionando um dos maiores combates a nível terreno como no nível cósmico.

Após um longo período de batalhas que duraram meses, o CAD junto com o Comando Ashtar e as Tropas do GC (Grande Conselho Cósmico e Universal) alcançou a vitória sobre a Ordem dos Dragões Negros que aceitou definitivamente a sua retirada do orbe terrestre. Na sequência deste conflito cósmico, a dissidência da Ordem dos Dragões Vermelhos reagiu e tentou ocupar o vácuo na liderança alienígena sobre a Terra e novamente o CAD sofreu retaliações, o que gerou a necessidade de reação. Esta batalha durou apenas um mês até a rendição final da Ordem dos Dragões Vermelhos, cujas lideranças foram extintas pelo Pai Primordial.

A atuação do Governo Oculto da Humanidade que planejava a instalação da Nova Ordem Mundial foi organizada através dos mentores da Ordem dos Dragões Negros e após a retirada desta Ordem houve a mudança de muitos planos sinistros. Alguns já desistiram e pediram a rendição e retirada do orbe terrestre.

Os membros do Governo Oculto são constituídos por Famílias de várias raças extraterrestres que entraram na Terra após os acordos realizados com o ex-Príncipe Planetário Caligastia, quando este detinha o poder divino até ser destituído em julgamento nos Conselhos Siderais.

Com a instalação do novo Governo Planetário da Terra pelo Pai Micah, todos estes acordos tornaram-se nulos e as dificuldades nas negociações esbarraram-se justamente na questão dos domínios que se expandiram não somente sobre o orbe terrestre, mas em outros planetas que tinham ligações diretas com a Terra, devido à expansão alcançada pelas lideranças destas raças e cujos comandantes militares eram extremamente contrários à entrega do poder da Terra ao novo governante do GPT, ocasionando diversas declarações de guerra contra o GPT e diretamente contra o CAD.

Como mentor das operações na Terra, a Ordem dos Dragões Negros atuava através da raça Draconiana a quem entregou o poder de fundar o Império Draconiano no orbe terrestre em substituição ao antigo GPT, passando a dominar toda a raça humana desde então.

Foi contra este império anticrístico que os guerreiros da Luz vinham atuando há milênios em campanhas pela superfície terrestre. Até a Batalha de Nibiru ocorrida em agosto de 2015, estas campanhas estavam limitadas apenas ao plano físico, mas durante os combates contra os Draconianos e Reptilianos ao longo dos anos de 2014 e 2015, estes Guerreiros da Luz passaram a atuar no Umbral e nas regiões interdimensionais em combates diretos contra todas as forças desta aliança negativa e não confederada.

A vitória sobre os comandantes e a raça Anunaki foi o divisor de água nesta guerra cósmica, pois Nibiru foi banido do nosso Sistema Solar e seus comandantes foram extintos depois de receber o devido julgamento. O próprio Regente e a Imperatriz de Nibiru faleceram em decorrência da contaminação da guerra criada por seus comandantes que usaram artefatos nucleares.

Até a Batalha de Nibiru, havia cerca de doze comandos terrestres em ação contra as forças alienígenas negativas que um a um foram sucumbindo durante as batalhas seguintes e restou apenas o CAD no ano de 2016, quando iniciou-se a guerra direta contra os criadores e mentores das guerras cósmicas neste Universo do Pai Micah, as raças Xopatz.

Esta raça poderosa era capaz de dominar todas as outras raças como a Reptiliana, a Draconiana e as Ordens dos Dragões Negros e Vermelhos. Outras raças alienígenas negativas que apoiavam estes Impérios Intergalácticos também atuavam sob o domínio mental dos Xopatz.

Oriundos de uma base instalada na Galáxia de Arconis, seus ancestrais vinham de outras Galáxias dentro do Universo do Pai Anhotak e já atingiam a 72ª geração quando tomaram de assalto a Galáxia de Andrômeda a partir de onde invadiram a nossa Via Láctea, através do Portal de Órion assumindo o controle de várias Constelações e Sistemas Solares do Braço de Órion.

Formaram vários Impérios que se expandiram durante as sucessivas guerras cósmicas. Plêiades, Arcturus e Sírius foram palcos de intensas batalhas e guerras épicas. Nessa época houve a formação de grupos rebeldes e dissidentes que atuavam contra esta invasão, mas que com o passar das eras foram profundamente afetados pelas tecnologias e metodologias xopatianas de dominação das raças.

Os dissidentes de Plêiades e de Sírius passaram a invadir o Universo do Pai Anhotak, de onde roubaram diversas tecnologias alienígenas negativas, usando-as muitas vezes de forma indiscriminada, ocasionando a destruição de muitos orbes não apenas naquele universo como também no nosso Universo Local. A extinção de raças e civilizações inteiras começou a ocorrer, assim como retaliações no nível galáctico contra os que foram considerados rebeldes pelos Impérios Intergalácticos. Com esta guerra envolvendo Plêiades, Sírius, Arcturus e Órion, a contaminação se tornou incontrolável e posteriormente a maioria dos orbes foram conquistados e ocupados pelas forças dos Impérios não confederados. Foi em Plêiades que a nave planeta Nibiru foi construída.

A raça humana foi executada ininterruptamente por experiências de alienígenas negativos como as de draconianos e reptilianos, até que conseguiram criar uma raça humana híbrida, metade humano e metade reptiliano ou draconiano.

São entidades desta raça híbrida que integram a maioria das Famílias terrestre que forma o Governo Oculto da Humanidade, com a capacidade de encarnar em um corpo humano terrestre. Muitas entidades humanas já sofreram intervenções alienígenas negativas e passaram a atuar junto com essas lideranças não confederadas através de contratos feitos com o propósito de obter o poder no orbe terrestre, hoje eles são humanos híbridos.

Quando chegar o tempo do desencarne, esses humanos híbridos não poderão ser catalogados dentro de uma raça específica durante a Limpeza Universal, e não podem ser caracterizados como entidades crísticas nem não-crísticas, visto que não se integram a nenhuma das raças matrizes das quais se originaram. Há em sua genética duas raças criadas em laboratório. Estes casos estão sendo analisados pelos Conselhos dos Filhos Paradisíacos e a decisão está nas mãos do Pai Primordial que vai definir o destino final destas raças híbridas.

Sem a influência direta dos seus mentores e criadores (a maioria já extintos pelo Pai Primordial), os humanos híbridos que formam em sua maioria o Governo Oculto tem para si um imenso dilema em relação ao seu futuro dentro da Criação. Para onde ir?

Na Terra já foi decretado o banimento de todas as Famílias extraterrestres assim que desencarnarem. Os atos de dissidência e rebeldia estão sendo julgados com pena capital em todas as instâncias dos Conselhos Siderais. Qualquer dano contra o Plano Divino do Pai Micah e contra seus integrantes também estão tendo julgamentos instantâneos a partir da denúncia realizada pelo Tribunal Planetário Terrestre (TPT) e isso inclui até as entidades humanas encarnadas. O processo da Colheita está tendo uma ação imediata diante das mudanças a nível planetário, galáctico e universal.

A Limpeza Universal que começou neste quadrante da Via Láctea já alcança outras Galáxias dentro do Universo do Pai Micah. É um acontecimento inédito e irreversível. Tudo o que não ressoar com a Lei e a Ordem Crística terá o seu destino final. Permanecem apenas aqueles que se alinharam ao Pai Micah e à sua Ordem Michaélica.

Essa é a atual realidade cósmica e universal, as ações da nova Força Intergaláctica que vem se realizando através da Aliança do Cruzeiro do Sul que atua em todo o Universo Local de Sananda Kumara. E é nesta condição que o CAD foi também elevado a categoria de Comando Cósmico para poder atuar neste processo de Limpeza Universal e especialmente nas grandes Operações de Resgate promovidas pelo Comando Ashtar.

Os eventos catastróficos que poderiam advir das explosões solares sofreram mudanças profundas e hoje o nosso Sistema Solar entrou em outra rota, assim como a Terra e todos os planetas seguem junto ao Sol. Por isto, deixei de falar sobre as explosões solares visto que houve mudanças significativas em 2017 e 2018, durante as intervenções do Pai Micah.

Em breve farei uma Live para comentar novas revelações sobre a transformação que ocorre em nosso Universo e a atuação de todos os Conselhos Siderais nesta etapa final onde as experiências humanas/ alienígenas negativas tiveram o fim decretado pela Fonte Que Tudo É.

É recomendado que aqueles que desejam participar deste encontro comigo, adquiram o último livro: “Guerreiros da Luz”, para entender todo o processo que envolve a guerra cósmica, as batalhas dos guerreiros da luz e a vitória sobre as raças alienígenas negativas e não confederadas que atuavam na Terra até os dias atuais.

E se possível, recomendo que os estudantes da espiritualidade que desejam compreender o que tem ocorrido nos últimos anos e nos eventos que marcaram o ano de 2018 releiam os artigos postados a seguir para compreender o processo de atuação do CAD durante todos esses confrontos nas batalhas para a libertação da raça humana do jugo e domínio de outras raças não crísticas em nosso planeta.

A jornada agora é cósmica e não mais terrestre... E o CAD participa desta transformação cósmica e universal.

Em Luz e Amor,
Paz em Cristo!
Shima.
Namastê.

(*) Caso Marte - É um dos casos mais graves que vem sendo analisado pela ACS (Aliança do Cruzeiro do Sul) devido a intervenções da Ordem dos Dragões Negros em conjunto com o Governo Oculto da Terra que ocuparam uma parte daquele orbe e na guerra que ocorreu lá, houve a contaminação do povo marciano, estando o planeta inteiro em quarentena. Há muito sofrimento ocasionado pelo uso de armamentos proibidos e a Intervenção Divina Militar em Marte está sob o comando do comandante Jeováh que expulsou os Dragões Negros. 

O GPT ainda atua no caso junto ao ACS para a conscientização desta agressão promovida também por entidades encarnadas do planeta Terra. A colonização em Marte não é autorizada pela Hierarquia Divina e está sendo julgada pelos Conselhos Siderais por envolver várias raças alienígenas negativas e não confederadas além das entidades terrestres. O CAD também participou da batalha em Marte e promoveu o resgate do Regente, da Imperatriz e do corpo governamental deste planeta.


(**) Questão Plêiades - A situação em Plêiades ainda está em processo de ajustamento depois de vários milênios de guerra que envolveu todos os orbes, no qual a Força Crística se manteve apenas em dois orbes. Durante as batalhas, o CAD atuou na libertação de um dos orbes e no apoio à Imperatriz do único orbe que se manteve alinhado ao Pai Micah. 

Após a longa guerra, vários orbes retornaram à Aliança Intergaláctica da nossa Confederação após as revelações sobre a Conspiração Alien que ocorria naquele quadrante com a captura e prisão dos mentores negativos que lá atuavam. Restam apenas os conflitos generalizados pela dissidência que resiste no caminho da guerra contra os Impérios Intergalácticos. 

A ACS busca a pacificação e a recuperação de todos os orbes em Plêiades e o GC (Grande Conselho Cósmico e Universal) mantêm as Tropas de contenção que atua também em Sírus e Arcturus. A influência negativa dos pleiadianos e sirianos dissidentes na Terra é o que mais preocupa a ACS atualmente.


(***) Sobre a China - Ainda não foi possível escrever sobre a China na série "Destino das Nações" devido aos desdobramentos que ocorreram a partir do banimento da Ordem dos Dragões Vermelhos da Terra, em razão do fato de que esta Ordem estava sendo liderada por comandantes militares extremamente hostis à raça humana. 

Estes comandantes haviam aprisionado toda a raça deles que era pacífica e contribuía de forma positiva no processo evolutivo no orbe terrestre, por isso a história milenar da China é um patrimônio da Humanidade terrestre.

O que ocorreu durante o movimento comunista na China a partir da URSS é um acontecimento à parte em relação às tradições e culturas da antiga China. A China sofreu ao longo de sua história a interferência alienígena não confederada orquestrada pela Ordem dos Dragões Negros em guerra de expansão. Quando as Potências Ocidentais ocuparam parte da China, a influência direta do Império Draconiano causou o desvio do propósito divino do povo chinês que é remanescente da 7ª subraça da Atlântida junto com os povos do Oriente. 


Atualmente as lideranças chinesas vem promovendo uma grande mudança interna e externa na questão política, econômica, militar e científica e isso poderá refletir no futuro em uma nação próspera dentro da Cosmoética, assim que conseguir fazer a transição do sistema comunista para uma sociedade sustentada nos princípios alicerçados no Plano Divino do Pai Micah. 


Esta mudança começou em 1978 e desde então, a China vem trabalhando no processo de assimilação das mudanças globais, pois é um país continental com mais de 1,3 bilhões de habitantes e somente isso já desencadeia uma sucessão de problemas sócio-econômicos o que ocasiona uma pressão colossal sobre os dirigentes chineses que buscam a forma ideal de lidar com esse "caldeirão social" prestes a explodir. 

Cada nação e cada povo tem uma história ancestral e esta deve ser a sua busca e o seu resgate. 

O CAD promoveu o resgate junto com o GC - Grande Conselho Cósmico e Universal, de cerca de 3 bilhões de seres da raça dos Dragões Vermelhos que estavam aprisionados nos subterrâneos da China e eram contrários à posição de seus comandantes militares. 

Estes comandantes militares negativos foram extintos após serem aprisionados e julgados pelo Conselho dos Filhos Paradisíacos.


Leia mais:

O Livro – Você é um Guerreiro da Luz?

O Decreto da Fonte Primordial

O Falso Holograma da Ascensão

Relatório da Aliança do Cruzeiro do Sul

Data Limite – O Ano 2019 e a Nova Era

Limpeza Planetária – Entre o Livre Arbítrio e a Dissidência



Postar um comentário

 
Top