0
Detalhe do Papyro de Hunefer. Deus Sol representado como um Gato mata a Serpente da Escuridão.
Fotógrafo: Jon Bodsworth. Coleção do British Museum. Fonte: Wikimedia Commons.

Artigo atualizado em 11/02/2019 às 12:23h (GMT-2 BR).

Saudações da Luz,

A USAT foi criada em março de 2017 pelo NA/BG durante a permanência em Barra do Garças, MT.

A Unidade Siriana é formada por entidades elementais da raça Siriana originárias do Quadrante Sirius e Betelgeuse que no passado remoto foram trazidas para participar do Projeto Terra, contribuindo com a formação de uma nova raça humana terrestre.

Porém a raça Siriana desistiu de prosseguir nesta experiência e partiu de volta ao seu Lar original em Sirius, deixando para trás os primeiros corpos físicos que seriam aperfeiçoados e ocupados em futuras encarnações. Em sua partida deixaram para trás os elementais que se manifestam no reino animal, conhecido como os felinos.

A Humanidade atual é conhecida por se originar das espécies símias e surgiu no Continente Africano que era interligado ao nordeste pela Península Arábica unindo-se ao Irã com terras firmes, antes das grandes catástrofes ocorridas nas eras anteriores. E foi também na África que outras duas correntes de raças seriam desenvolvidas no planeta Terra.

Além da raça humana originada na região onde hoje é a Tanzânia e Quênia, tivemos a da raça Siriana que se estabeleceu na parte setentrional da África, cujos remanescentes não são almas sirianas e sim de outras origens que ocuparam os corpos deixados pelos sirianos e se deslocaram para o oeste onde fundaram a civilização egípcia.

A região envolve todo o território que se estende da costa da Guiné Bissau até a Nigéria, sendo o foco atual dos remanescentes localizado em Burkina Faso, onde se preservou uma das tradições ancestrais deste povo em sua origem primordial.

No caso dos primatas houve uma migração para o norte onde cruzaram o que hoje é a Península Arábica se estabelecendo na região do atual Paquistão, e foi deste ponto que a evolução prosseguiu até que surgiu o primeiro casal de símios que deu origem à Humanidade atual. Este casal empreendeu uma fuga na direção do norte para escapar da morte decretada pelos seus parentes, chegando depois de muitos anos na região do Cazaquistão onde hoje é a cidade de Almaty.

Os primatas que colonizaram a região se localizavam a oeste da África na altura do Equador, no quadrilátero da Tanzânia, Quênia, Uganda e Burundi, em torno do Monte Kilimanjaro e o Lago Vitória.

Os descendentes futuros do casal seguiram depois para o oeste até chegarem à atual Mongólia onde foram programadas pela Hierarquia Espiritual as diversas Subraças Atlantes que foram conduzidas posteriormente na direção do continente que existiu no Oceano Atlântico para formar a nova civilização humana da Terra. Durante este processo o casal de símios reencarnou posteriormente e conduziu a sua tribo para prover os corpos físicos dos membros do primeiro Governo Planetário da Terra.

É interessante frisar que as almas deste casal de símios eram membros do Laboratório de Ciências Genéticas do orbe que se transformou no Cinturão de Asteróides e faziam experiências de aprimoramentos com primatas antes da catástrofe. Foram eles que trouxeram os símios à Terra para prosseguirem na pesquisa e evolução das raças.

Os sobreviventes do orbe que explodiu entre Marte e Júpiter migraram para Vênus e o casal decidiu seguir junto com a caravana de Sanat Kumara para a Terra após o desastre ocorrido com as grandes explosões solares que praticamente dizimou a raça humana aqui no planeta. Coube ao casal o processo de desenvolvimento dos primatas para a formação dos corpos físicos de uma nova raça no orbe terrestre.

Um terceiro grupo de raça planetária se fixou no sul do continente africano dando sequência à raça negra, já que esta se originava da antiga raça lemuriana e havia sobrevivido à grande catástrofe. Esta raça sofreu muitas alterações genéticas por parte dos Anunakis durante a ocupação Nibiriana no planeta. O povo africano é na verdade o remanescente do que restou das últimas subraças lemurianas que habitavam as terras que se estendiam até o Oceano Pacífico.

Este grupo se localizava na região que se estendia do Moçambique, Angola até a África do Sul. Nesta triangulação está oculto a inversão da Magia Sagrada da Lemúria.

A História da Humanidade Terrestre tem muito a ver com os povos que habitavam o Quadrante de Sírius onde até hoje há entidades humanas em vários orbes nesta região do Braço de Órion. E foi em razão desta ligação primordial que a Raça de Sírius, que possuem as feições felinas, aceitou inicialmente participar do Projeto Terra, pois possuem um patamar evolutivo muito mais avançado do que a humanidade atual. Se tivessem prosseguido na missão, a raça humana teria tido um avanço surpreendente no orbe terrestre.

A Rebelião Luciferiana e as Guerras Cósmicas alteraram profundamente os planos e projetos da Hierarquia Espiritual em relação ao nosso planeta que ficou sob quarentena e ocasionou o atraso de uma Ronda em seu progresso evolucional. Estamos ainda na Quarta Ronda quando deveríamos estar concluindo a Quinta que é do nível Mental Superior e promove o acesso à Sociedade Cósmica e Universal.

Em razão dos efeitos desta Guerra Cósmica, o CAD enfrentou as mais variadas frentes de combates e teve a ajuda do Conselho Siriano (Fraternidade Azul de Sírius) para fazer frente nas batalhas contra os Impérios Intergalácticos. A criação da USAT foi um dos apoios que recebemos de Sírius que contribui intensamente à nossa proteção e segurança quando há ataques contra o NA (Ninho das Águias) a sede da Grande Missão (GM).

São os gatos que soam o primeiro alarme sobre invasões e ataques, alertando todos os Guardiões que fazem a linha de defesa do NA, e também, são os primeiros a entrarem em combate corpo a corpo contra os invasores em qualquer nível interdimensional, contra qualquer entidade alienígena negativa e não confederada, incluindo ações de defesa contra ataques magísticos perpetrados por magos negros.

Um dos membros da Fraternidade Azul de Sírius é hoje integrante do Tribunal Planetário da Terra (TPT). Todo mal lançado contra eles (gatos) é diretamente tratado pelo Grande Conselho Cósmico e Universal.
Os gatos são verdadeiros guardiões e todos os que os tem em sua presença reconhecem este poder fantástico que desempenham.

Mais que proteção, curam pelo amor... E com a sabedoria Universal conectam esferas, mundos, orbes e planos em busca da verdade primordial.

Valorize o guardião que há perto de você, através dele poderá descobrir mais sobre si mesmo e a Lei do Amor Universal.

Em Luz e Amor,
Gratidão Profunda!
Shima e Ree.
Namastê.


(*) Em vários artigos menciono a ligação entre o Felino e a Sacerdotisa e a mediunidade existente nesta relação divina. Os gatos são os maiores inimigos da Magia Negra e das forças anticrísticas. A capacidade felina de projeção é surpreendente, por isso as pessoas não compreendem como os gatos conseguem encontrar o caminho de casa, quando são levados para longe do lugar onde consideram seu lar. Eles se projetam e localizam o trajeto para onde ir.

Saiba mais:

OS GATOS, MEUS GUARDIÃES

ARIEL, A GATINHA SACERDOTISA

GFH - Fundação do Hospital Espiritual Mestre Kuthumi
https://www.ernesto-shimabuko.com/2018/06/gfh-fundacao-do-hospital-espiritual.html



Postar um comentário

 
Top