KRAMATORSK – UM ATAQUE DAS FORÇAS ESPECIAIS DO EXÉRCITO DOS EUA NA UCRÂNIA – 09/04/2022 - Caminhando com o Mestre

Nosso Curso

LightBlog

NEWS

CONHEÇA NOSSOS LIVROS - CLIQUE PARA VER A PRÉVIA DO LIVRO

Para ouvir o Artigo - Aperte o Play

Translate

sábado, 9 de abril de 2022

KRAMATORSK – UM ATAQUE DAS FORÇAS ESPECIAIS DO EXÉRCITO DOS EUA NA UCRÂNIA – 09/04/2022

 



 

Saudações da Luz,

 

O CAD informa que o último ataque contra uma estação de trem repleto de refugiados que estavam sendo evacuados da região Leste da Ucrânia foi bombardeado por Forças Especiais do Exército dos EUA. Segundo a “assinatura energética” deste ataque identificado pelo CAD, esta tropa era composta por 17 soldados americanos.

 

Esta Força Especial dos EUA tem a autorização do Regime de Kiev para atuar em território ucraniano para combater as Tropas Russa. A ordem deste ataque partiu diretamente do Presidente Biden e com o conhecimento do Pentágono.

 

O CAD atua em todas as investigações a partir do momento em que é identificado essa “assinatura energética” dos autores de um evento, e assim, sair em busca dos responsáveis diretamente envolvidos em algum tipo de ataque, onde o CAD opera nos resgates de vítimas. Tanto os autores quanto as vítimas são trazidas ao NA para prestar depoimentos, ser acareados ou então, denunciados para o Tribunal do Conselho Cármico.

 

Neste caso do ataque de míssil à Estação de Trem na cidade de Kramatorsk, o CAD ouviu o Capitão americano que atuou diretamente neste evento, onde foi registrado o planejamento original desta operação do ataque em que ocorreu “uma traição interna” no setor operacional que comanda a programação de alvos do míssil. De acordo com as informações do Capitão, o alvo seria uma cidade russa, mas o míssil foi desviado para Kramatorsk.

 

As Forças Especiais do Exército dos EUA que atuam na Ucrânia usam uniformes do Exército ucraniano, por isso transitam livremente nas regiões onde as Tropas Russas ainda não assumiram o controle. O Presidente Zelensky autorizou a entrada destas tropas americanas no país, e tem ciência das operações realizadas pelas tropas da OTAN em território ucraniano. Esta autorização foi efetivada no início de janeiro deste ano, conforme foi revelado aqui no Blog Caminhando com o Mestre. Havia na época, mais de 4 mil soldados da União Europeia atuando em território ucraniano, 2,6 mil eram do Exército dos EUA.

 

Antes do início da Operação Especial Militar da Rússia, havia o plano de ataque do Exército ucraniano em duas frentes, uma na região de Donbass que seria invadida a partir do dia 16 de fevereiro, e a outra frente no Sul, um ataque direto contra as Tropas Russas na Criméia. No Leste da Ucrânia estava concentrado uma força militar ucraniana com mais de 60 mil soldados do Exército da Ucrânia, e no Sul havia 20 mil militares do Batalhão de Azov.

 

As Forças Armadas da Ucrânia não existem mais, depois que foram derrotadas pelas Tropas Russa, e o Exército ucraniano não tem mais o efetivo para qualquer combate de resistência, pois todos os militares ucranianos do Exército regular ucraniano se renderam, foram abatidos ou desertaram. Essa é a realidade.

 

O fato desta região estar sendo radicalmente defendida pelas tropas da OTAN é relacionado à existência de “silos” de lançamento de mísseis construídos pela OTAN na Ucrânia nos últimos 8 anos. Estes silos de lançamento de mísseis são encontrados dentro de uma triangulação nas regiões de Donetsk, Dnipro e Kharkov. O CAD identificou centenas destes “silos” com capacidade de lançamentos de milhares de misseis com alcance de até 2 mil quilômetros. Em média, estes mísseis estocados tem alcance de 500 a 1,2 mil quilômetros.

 

Muitos destes mísseis têm ogivas nucleares.

 

As únicas forças militares em atividade no momento dentro da Ucrânia são algumas centenas de neonazista que pertenciam ao Regimento de Azov e resistem ao avanço das Tropas Russas na região de Donbass. Este grupo de mercenários estão sendo dizimados em combates diante do Exército da Rússia. Restam então, para combater as Tropas Russas, as Forças Especiais dos EUA e da OTAN que atuam na Ucrânia. E todas essas tropas utilizam os uniformes do Exército ucraniano.

 

Os combates na região Leste da Ucrânia ocorrem entre as Tropas dos EUA e da OTAN contra as Tropas Russas.

 

A censura do Ocidente contra as informações dentro dos campos de batalhas que ocorrem em toda a Ucrânia, impede o Ocidente de tomar ciência das atrocidades do Regime de Kiev que vem sendo descobertos em todas as cidades que estão sendo libertadas pelas Tropas Russas. A propaganda promovida pela União Europeia, pela OTAN e pelos EUA superam pela mediocridade, arrogância e idiotice do que falam, ameaçam e enganam a opinião pública mundial com suas informações distorcidas intencionalmente.

 

Em nenhum momento da história desta civilização humana se vê tamanha onda de informações contra apenas uma nação, um povo, um país e um presidente. E a União Europeia ainda alega que a Rússia é a culpada desta catástrofe anunciada pelo próprio Presidente Putin, que tentou de todas as formas negociar a paz e melhorar o intercâmbio entre os países europeus. Os EUA interferiram nestas negociações porque a Europa é o seu maior mercado consumidor que sustenta o poderio bélico e militar dos EUA ao redor do mundo.

 

Na invasão da Ucrânia, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, alega que a Aliança Militar do Atlântico Norte e a União Europeia atuam para garantir a Democracia, o Estado de Direito e a Ordem Internacional baseado em regras. E o que assistimos estupefatos é a inversão desta falácia, onde a própria OTAN desencadeou a guerra na Ucrânia e continua a alimentar o conflito enviando armas e soldados para a Ucrânia, num confronto aberto contra a Rússia. A União Europeia se manifesta da mesma forma em apoio à Ucrânia, quando ela mesma criou este caos ao promover o Golpe de Estado na Ucrânia em 2014 e ainda, quer falar em democracia?

 

A OTAN e a União Europeia perderam a autoridade de se manifestarem no caso da Ucrânia. Fica óbvio que a guerra da OTAN e da EU é contra a Rússia desde que este conflito estourou em 24 de fevereiro. Aconteceu o que se previa, a guerra na Ucrânia que tem sido usado para atacar a Rússia em todas as frentes. Essa realidade é evidente que rompe com todas as regras democráticas, diplomáticas, comerciais e militares em que o Ocidente pune exatamente a Rússia, pelos eventos criados por eles mesmos.

 

Voltando ao novo “massacre” que teimam em culpar as Tropas Russas, já está sendo evidente que o Presidente Biden está louco e desesperado pelas vitórias russas em toda a Ucrânia. O interesse pessoal do Presidente Biden na Ucrânia é do conhecimento da opinião pública mundial, e quando o Presidente Putin apresentar as provas sobre este caso, vai ser mais um “escândalo” sobre o envolvimento de um Presidente dos EUA com o narcotráfico, contrabando de armas, com a corrupção do Regime de Kiev, e no comércio de gás e petróleo da Rússia. Outra questão polêmica, é o possível envolvimento do Presidente Biden com o tráfico de mulheres e crianças ucranianas, bem como a sua participação direta nos genocídios executados pelos grupos de neonazistas do Batalhão de Azov na Ucrânia.

 

Não é à toa que o Governo do Presidente Biden tem aplicado em retaliação ao Presidente Putin, as mais severas e absurdas sanções contra um povo, uma nação e um Presidente eleito democraticamente em seu país. Este ato do Governo dos EUA rompe e quebra todas as normas, acordos e leis no comércio internacional. Somente o fato de acusar diretamente o Presidente Putin de criminoso e genocida, mostra a verdadeira face do Presidente Biden, pois é o próprio Presidente dos EUA que promove todos os atos que agora acusa o Presidente Putin.

 

A Operação Especial Militar da Rússia está sendo executado dentro de todas as normas e convenções internacionais, em que o destaque desta Intervenção Militar na Ucrânia é feita com severa norma de segurança para evitar mortes de civis, por isso as operações sofreram imensos atrasos, quando podiam ser concluídas em apenas uma semana. O uso de “escudos humanos” por parte do Regime de Kiev, do Exército da Ucrânia e dos integrantes do Batalhão de Azov, prejudicou muito esta Operação Militar da Rússia.

 

O uso indiscriminado de civis ucranianos armados pelo Regime de Kiev foi um dos mais bárbaros crimes cometidos pelo Presidente Zelensky, e são esses voluntários que somam às maiores “baixas civis” diante dos bombardeios russos. Já são comprovados por gravações, documentos, depoimentos de testemunhas, o uso de edifícios públicos, de escolas, de hospitais e de instalações onde ocorriam o refúgio de cidadãos civis nestes abrigos, nos quais os militares neonazistas do Batalhão de Azov utilizavam como bases operacionais, depósitos de armas, mísseis e munições.

 

Em todos os andares dos prédios em zonas residenciais foram utilizados como postos de combates por atiradores do Exército ucraniano. Os pátios e estacionamentos eram usados como áreas da Artilharia ucraniana, com a intenção de transformar estes locais como alvos de retaliação dos bombardeios russos. Este método é aplicado por grupos terroristas do Hamas e do Hezbollah contra Israel.

 

A marca inconfundível de militares americanos

 

Os militares das Tropas Russas são soldados patriotas, com senso de humanidade, solidariedade e responsabilidade pela população civil nas cidades onde vão obtendo o controle, após expulsar os mercenários do Regime de Kiev. Desde o início da Operação Especial Militar da Rússia na Ucrânia, um dos principais pontos desta Intervenção tem sido a assistência e a segurança da população civil, portanto, é inconcebível as acusações de massacres e genocídios que tem ocorrido na Ucrânia desde o ano de 2014 contra a população ucraniana, serem direcionados às Tropas Russas que interviram militarmente na Ucrânia somente agora, em 24 de fevereiro.

 

Os militares americanos adoram escrever mensagens nas bombas e mísseis enviados aos seus inimigos, por isso, o caso do ataque à Estação de Trem na cidade de Kramatorsk, desencadeia novas questões: a mensagem era dirigida à Rússia, então o míssil teria como alvo real, uma cidade russa do outro lado da fronteira ucraniana. Então o que aconteceu com o desvio de rota deste míssil que caiu sobre uma estação de trem, tendo desviado cerca de 45º a leste do percurso original?

 

O ataque por parte de militares americanos fica confirmado apenas na mensagem enviada aos russos. Não há mais soldados ucranianos em combates. As Forças Armadas da Rússia já provaram em todos os ataques, que seus alvos são apenas instalações usadas para fins militares. Os militares neonazistas da Ucrânia estão sendo derrotados em todas as frentes, e não há qualquer nível de coordenação de ataques contra as Tropas Russas, e muito menos tem condições de planejar um ataque neste nível que ocorreu em Kramatorsk.

 

Portanto, a resistência contra o avanço russo na região de Donbass somente pode ser feita pelas tropas dos EUA, já que a OTAN retirou a maioria das suas tropas da região. Então, neste caso, as Forças Especiais dos EUA atuaram sem o conhecimento por parte da OTAN e até do Regime de Kiev.

 

O Pentágono comanda as operações de campo e a Casa Branca dita as regras de acordo com as necessidades do momento. E, foi isso que ocorreu neste ataque contra a Estação de Trem em Kramatorsk. Havia um plano de ataque contra alguma cidade russa, mas por outra razão que é possível identificar agora, esse alvo foi alterado para a Estação de Trem por onde ocorria a evacuação da cidade da população civil. Isso poderia causar um transtorno no avanço das Tropas Russas com o repúdio da opinião pública mundial e fazer a população local ficar contra o avanço russo na região.

 

As Forças Especiais do Exército dos EUA estão em comunicação direta com o Pentágono que opera a programação dos alvos dos mísseis na Ucrânia, mas é a Casa Branca que determina quando e qual é o alvo. E aqui, fica claro que houve sim, a troca de alvos por parte do Presidente Biden para retardar o avanço das Tropas Russas. O ataque contra a Estação de Trem na cidade de Kramatorsk, foi somente um ataque contra as manobras militares da Rússia na Ucrânia, significando com essa atitude que as Tropas Russas estão realmente avançando e conquistando seus objetivos.

 

As “assinaturas energéticas” indicam quem, como e quando um ataque é feito e realizado.

 

O restante da história, é o que sabemos.

 

Em Luz e Amor,

Paz em Cristo!

Shima.

CAD/NA.


NOTA - O CAD continua fazendo resgates na Ucrânia. As últimas operações realizadas trazem novas informações sobre o conflito ucraniano, onde as pessoas desencarnadas fazem denúncias contra o Regime de Kiev. Importa para nós do CAD as informações trazidas pelas pessoas que são resgatadas, em que elas contam exatamente o momento do seus desencarnes e como isso interrompeu o seu ciclo de vida na Terra.


Nesta frente de guerra entre o Regime de Kiev e o Kremlin ocorre o fator que vai determinar o fim de uma egrégora que o Presidente Zelensky tenta a todo custo manter, mas que o Presidente Putin vem colocando abaixo toda a estrutura montada pelo Regime de Kiev.


(Shima, 10/04/2022)


INFORME - A Força Especial dos EUA foi dizimada pelas Tropas Russas num ataque no centro-oeste da região de Donbass, dois dias após o ataque a Kramatorsk. (Shima, 13/04/2022)






_______


APOIE - Não recebemos nenhum apoio com propagandas em nossos sites e para que este canal possa continuar este trabalho que vem sendo desde 2005. precisamos do seu APOIO.


Para doar pelo Paypal, envie qualquer valor para o email: caminhandomestre@gmail.com

 


Ou se preferir pela Modalidade de pagamentos do WhatsApp:  +5512981379027 em nome da Renata.


#ShimaEUAPOIO - Doação por PIX para o BLOG: 


Chave PIX por email: caminhandomestre@gmail.com

ou através da chave por QRCode ao lado.






Já conhece nossos Livros? Saiba mais, clicando na opção PREVIEW.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PODCAST

Instagram - Conheça o Instituto Portia

NOSSAS PUBLICAÇÕES

Artigos por Temas

#ShimaEUAPOIO (1) 12 Atos (4) 12.12.12 (1) 2012 (4) África do Sul (3) Agenda Globalista (19) Águias (13) Alemanha (1) Aliança Cruzeiro do Sul (2) Amaterasu (1) Amazon (1) Amazônia (2) Annunakis (9) Anti-Crísticos (7) Apocalipse (2) Arábia Saudita (1) Arcanjo Miguel (7) Arcontes (1) Ashtar Sheran (20) Athena (1) Atlântida (1) Autoconhecimento (2) Bandeira Falsa (1) Biden (5) Blog (8) Bolhas de Luz (1) Bolsonaro (45) Bombojira (1) Brasil (62) Brava Gente News (1) BRICS (5) Bushido (1) Caboclo Tupinambá (1) CAC (1) CAD (101) canalizações (123) Censura (2) Chama Violeta (2) Chamado (7) China (20) Chonan (3) Cinturão de Balael (2) Clã (3) Colômbia (1) Comando Ashtar (23) Comunismo (135) Comunismo... (1) Conclave (4) Conservador (1) Conspiração Alien (9) CPI (2) Cristo (5) Cristo Maitreya (8) Curso (1) Data Limite (19) DCM (1) Decreto (4) Dekassegui (1) Democracia (1) Desarmamento (1) Desfile Militar (1) Despertar (10) Destino das Nações (1) Dia da Vitória da Rússia (2) Djwhal Khul (2) Donbass (4) Draconianos (6) Dragões (15) Dragões Dourados (7) Dúvidas dos Leitores (18) EB (1) Ebooks (1) ECA (1) eclipse (1) Economia (25) El Morya (3) Eleições (20) Era de Aquário (2) Ergs (1) Escandinávia (1) Espanha (1) Estados Unidos (67) Estatuto Social (1) EUA (9) EuApoio (1) Europa (15) Europa Ocidental (2) Eventos (2) Exército Brasileiro (1) explosões solares (2) Expurgo (4) Exu (2) Exu Caveira (1) Facebook (2) Família (1) Felinos (1) Finlândia (1) Forças Armadas do Brasil (1) Foro de São Paulo (1) França (1) Fraternidade Negra (1) G7 (2) Gaia (17) Gatos (1) Geopolítica (18) GESARA (1) GFH (18) Globalismo (2) GM (5) GO (2) Goiás (1) Governo Oculto (39) GPT (37) Grande Fraternidade Branca (4) Grande Reset (8) Greys (1) Guardiães da Luz (2) Guerra (3) Guerra na Ucrânia (2) Guerreiros da Luz (21) HEMK (1) HEMM (1) Hezbollah (1) História (17) Hong Kong (1) Hospital Espiritual (1) Illuminati (3) Império Otomano (15) Império Russo (15) Índia (3) Indonésia (1) Indústria Bélica (16) Instituto Portia (5) Intervenção Divina (1) Irã (1) Israel (4) Itália (1) Iugoslávia (15) Japão (11) Jornalismo (2) Jornalistas (1) Kindle (1) Kwan Yin (10) Lady Portia (3) Lar de São Francisco (2) Lei do Retorno (23) Livros (2) Lord Maitreya (15) Lúcifer (1) Lula (1) maçonaria (2) Maduro (1) Mãe Divina (5) Mãe Maria (17) Magos Negros (1) Mao (1) Maria Madalena (7) Mediunidade (4) Mestra Nada (35) Mestre Jesus (3) Mestre Kuthumi (1) Minhas reflexões (14) Monarquia (5) Morgs (2) Motociata (3) MPT (6) Não-Confederados (1) NBD (1) Nebadon (5) NESARA (1) Nibi (2) Nibiru (2) Nihon (1) Noruega (1) Nova Era (4) ONGs (1) ONU (6) Operação Brasil (83) Operação Donbass (2) Operação Resgate (25) Orações (2) Orbs (1) Oriente Médio (2) OTAN (70) Pai João de Angola (1) Pai João de Aruanda (2) Pai Micah (43) Pai Quirino (1) Países da OTAN (2) Pandemias/Epidemias (15) Pátria (1) Pearl Harbor (1) Pedras no Caminho (1) Plano Divino (89) Plêiades (2) Pleiadianos (1) Polônia (1) Portais de Luz (22) Portugal (4) Povo de Aruanda (8) Príncipe Planetário (12) Projeção da Consciência (8) Projeciologia (5) Projeto Comunista (82) Projeto Era de Aquário (1) Publicações (2) Putin (25) Raça Ariana (1) Rebelião Luciferiana (3) Regime de Kiev (17) Reino Unido (18) Remote View (2) Reptilianos (3) Romênia (1) Rússia (79) Saint Germain (17) Sananda Kumara (14) Sara Kali (3) Servidores da Luz (1) Shakti Revista (1) Shima (144) Shima&Ree (4) Shiva (1) Síria (1) Sírius (1) Socialismo (96) Socialista (3) Soros (1) SP (1) Suécia (1) Taiwan (6) Taucetian (1) Taucetianos (1) Teia Crística (1) Telegram (1) Templos (1) TMD (1) Toyohashi (1) Toyokawa (1) Trabalhadores da Luz (7) Trabalho Escravo (1) Transição Planetária (112) Tribunal do Conselho Cármico (41) Turquia (15) Ucrânia (60) UE (5) UK (1) Umbanda (1) Umbral (3) União Europeia (3) União Européia (50) Universo (3) USAT (2) Vaticano (1) Venezuela (16) Vidas passadas (2) Visão Remota (7) Vladimir Putin (2) Wesak (2) Xopatz (4)

Nosso Curso

LightBlog

Páginas